Indústrias alimentícias: como usar seu ERP de maneira estratégica

Indústrias alimentícias: como usar seu ERP de maneira estratégica

Um dos setores mais essenciais para a sociedade, a Indústria Alimentícia, tem desafios muito particulares no que se refere à produção, estocagem, logística e distribuição. Por isso, garantir que todas as áreas deste ecossistema estejam integradas e com a melhor performance exige um cuidado extra que começa na gestão de todos esses processos. 

E para garantir a eficiência máxima dos recursos disponíveis, o uso de tecnologias como ERPs – Enterprise Resource Planning -, ou em português, Planejamento de Recursos Empresariais, está cada vez mais em evidência e separa as empresas mais organizadas das que ainda aspiram se organizar para crescer. 

Qual a importância de ter um ERP na empresa? 

Um ERP é um software que tem por função integrar e organizar o fluxo de trabalho e informações das diversas áreas da empresa. Isso permite aos gestores das áreas entenderem melhor o funcionamento das operações e identificar gargalos ou situações em que os recursos financeiros podem ser melhor aproveitados. 

Além de evidenciar problemas e ganhos de forma mais clara, o ERP é muito importante para mostrar o momento certo da sua empresa investir novos projetos, seja entrando em novos mercados, seja aumentando a equipe, enfim, tudo que se trata de crescimento será muito melhor analisado se estiver documentado em um software de confiança. 

Integração é fundamental 

Para as indústrias alimentícias que estão passando pela transformação digital, o ERP precisa ser implementado de maneira correta, para não haver perda de informações e dores de cabeça no momento de apresentar o novo sistema para a equipe. 

Inicialmente, o momento da escolha do software deve considerar as necessidades práticas da empresa, levando em conta questões como emissão de nota fiscal, controle de estoque, registro de vendas e etc. Pense na infraestrutura na qual o software que será executado precisa ter, bem como na ideia de escalabilidade para viabilizar atualizações conforme a demanda. Além disso, é necessário considerar os requisitos futuros da sua empresa, pensando em uma tecnologia que faça sentido para os planos a longo prazo. 

Após a escolha, é imprescindível fazer a migração dos dados já existentes e a integration com o novo sistema. A cultura organizacional também deve incentivar os colaboradores a fazerem o uso correto do sistema e se dedicarem ao preenchimento de dados relativos às áreas de trabalho da qual fazem parte. 

Gestão estratégica do seu ERP na Indústria Alimentícia 

Até aqui, falamos sobre a implementação do ERP como forma de organizar processos internos e externos da sua empresa. Mas como dissemos no início deste post, as Indústrias Alimentícias têm desafios e questões muito particulares em relação a outros setores. Por isso, vamos falar agora de como utilizar seu ERP de maneira estratégica na sua indústria. 

  1. Automação da força de vendas 

A equipe que na prática traz mais shoppers para a sua indústria precisa estar conectada para oferecer as melhores oportunidades aos prospects e clientes. Trazer a automação para a sua força de vendas, garante a organização dos processos e acaba com a burocracia no momento de tirar pedidos e oferecer produtos aos clientes, evitando falhas humanas. Na prática, você tem mais lucratividade, pois consegue: 

  • Ter controle de estoque, evitando ruptura de PDV; 
  • Padronização dos descontos entre vendedores, o que por si só também gera mais lucros; 
  • Conformidade com as políticas comerciais da Indústria Alimentícia, pois apresenta uma padronização clara a ser seguida por todos; 
  • Redução de gastos operacionais, uma vez que a sua equipe estará deixando de utilizar um grande volume de papel; 
  • Foco total no que realmente importa à equipe de vendas: fechar negócios.  

Além de melhorar todos esses aspectos do dia a dia do vendedor, você terá um banco de dados ainda mais rico e estruturado para trabalhar em termos de produtos que mais saem, campanhas de marketing e ofertas especiais para shoppers, que tenham determinado nível de pedidos. 

  1. Torne a análise de dados uma realidade

Muitas empresas deixam de utilizar inúmeras funcionalidades dos ERPs que possuem, como os dashboards, com dados de diversos períodos e frequência de compras, produtos mais pedidos, entre outras coisas. É um grande desperdício, uma vez que os dados sobre os clientes são valiosos para traçar estratégias mais assertivas

Mas não basta ter os dados em mãos, é preciso saber como interpretá-los, para gerar insights aos gestores de Vendas, Trade Marketing, entre outras áreas. Por isso, organize a sua equipe estratégica para atuar de forma consistente com estes dados em mãos. 

  1. Potencialize a produtividade da sua equipe

Um sistema ERP é poderoso justamente por demonstrar claramente onde os esforços da sua equipe estão concentrados e isso permite à gestão avaliar se o foco está correto. Assim, aproveite essas informações para determinar ajustes nos cronogramas das suas equipes de vendas, buscando otimizar o tempo dos colaboradores e estimular o aumento da produtividade ao máximo. Os ganhos aparecerão em forma de mais negócios, mais comissões e mais motivação para a sua equipe seguir aumentando a performance. 

A Landix possui soluções digitais para alavancar ainda mais os resultados do seu time. Conheça o Flex, o software de automação de vendas e controle de estoque que tem integração total com qualquer ERP do mercado!  

Categories

Qual assunto você busca?

Free content

Increase your results and leverage the productivity of your sales team.
Download for free!