Atacado e Distribuidora: 3 tendências de marketing e vendas

Quais tendências de marketing para atacado e distribuidora? Muitas empresas estão se preparando para aumentar as vendas e seu segmento não pode ficar de fora. Leia o texto e descubra agora mesmo como se destacar no mercado!

Conhecer o consumidor final é uma prática que, muitas vezes, é deixada de lado por profissionais que trabalham como atacadistas e distribuidores. Por não lidarem diretamente com o cliente que compra os produtos no ponto de vendas (PDV), muitas informações podem ser tornar difíceis de serem coletadas, dificultando os processos.

A rotina para garantir as vendas de produtos que estão no estoque é acelerada e envolve uma jornada de compra com muitas tarefas: visitas aos clientes, relatórios, roteiros e metas a serem batidas consomem o tempo de profissionais da área.

Acompanhar as tendências pode ajudar muito e, por isso, hoje trouxemos 3 delas nas áreas de marketing e vendas para atacado e distribuidora. Acompanhe a seguir.

Diferença entre Atacado e Distribuidora

Se você ainda possui dúvidas sobre o segmento, preparamos uma explicação bem fácil de entender, de acordo com as definições da ABAD (Associação Brasileira de Atacadistas e Distribuidores). Vamos lá?

Atacadistas: são empresas que compram e vendem produtos de fornecedores da Indústria para varejistas.

Distribuidores: são aqueles que compram e vendem produtos de fornecedores da Indústria, possuindo vínculo de exclusividade.

Basicamente, o atacadista compra em grandes quantidades e vende em menores para o consumidor final. Já os distribuidores fornecem os itens para outros clientes. Ambos são fundamentais para fazer a economia do mundo girar, responsáveis pelo abastecimento, empregos e faturamento de vários segmentos diferentes.

1. Presença Digital

A primeira tendência para atacado e distribuidora já foi muito bem aproveitada em 2020 por empresas de diferentes setores da economia. Com o distanciamento social provocado pela pandemia da Covid-19, empreendedores precisaram organizar suas estratégias focadas em um ambiente digitalizado.

Se o marketing digital estava sendo colocado como um objetivo para os próximos anos, hoje, ele é essencial. É preciso ter uma presença forte onde os clientes estão, mesmo que o segmento não seja direcionado para vendas B2C (Business to Consumer) ou em outras palavras, da empresa para o consumidor final.

Atualmente, gestores estão cada vez mais conectados com as marcas que possuem um posicionamento no ambiente online, sendo impactados por marketing direcionado, e-mails marketings e abordagens realizadas através de inbound marketing ou account base marketing (ABM). 

2. Mobilidade

Ao mesmo tempo em que o mundo todo precisou se organizar para organizar novos processos e reduzir o fluxo de pessoas nas ruas, a mobilidade se tornou ainda mais importante para o sucesso de um negócio, seja no atacado ou em distribuidoras.

A inovação no atacado é um tema que não pode ser deixado de lado. O pequeno ou médio varejista é um dos principais clientes do atacado distribuidor e, esses consumidores precisam de conhecer novas possibilidades de melhorarem a gestão e a logística, comprando com mais praticidade e rapidez.

Com isso, ter um sistema eficiente para atender demandas utilizando um processo inteligente é utilizar a logística de forma mais inteligente. Dessa forma, as empresas ganham tempo e reduzem custos.

A mobilidade impacta diretamente os times de vendedores que precisam realizar visitas. Imagine só que um vendedor precisava percorrer toda cidade com a clássica pergunta se o atacadista está precisando de alguma reposição no estoque. 

O deslocamento torna ainda mais complexo o processo de vendas. Atualmente, tecnologias disponíveis no mercado podem ajudar a cumprir a tendência de vendas focada na mobilidade. Abordagens assertivas que um software de força de vendas também possibilitam que vendedores saibam quando é o momento de visitar um cliente ou não.

3. Análise de Dados

Os dados ajudam empresas a serem cada vez mais assertivas. Analisar qual o perfil do consumidor, quais mídias possuem melhor retorno sobre o investimento e quais informações trazem os relatórios de vendas e faturamento, pode fazer toda diferença em um negócio que pretende sair à frente da concorrência.

Uma das tendências de marketing para o ano de 2021, segundo Ubiracy Fonsêca, presidente da Abicab, está no setor de chocolates. De acordo com uma pesquisa da Kantar, a categoria de chocolates nos lares brasileiros foi de 90,1%, entre janeiro e setembro de 2020. Citamos o estudo para exemplificar como analisar os dados pode ser fundamental.

Por exemplo, se você é um atacado ou distribuidora, pode levar os números para os clientes e solicitar um carregamento maior do produto. 

O exercício de analisar os números pode ser aplicado em todas as áreas do negócio. Abriu um relatório e percebeu que o time de representantes não está performando bem? Converse com a equipe, faça pesquisas com a carteira de clientes e busque uma solução efetiva para o problema. 

Munido de dados, todo e qualquer problema pode ser solucionado de forma assertiva, sem achismos. Para conferir 4 tendências de inovação no atacado leia o texto preparado pela Landix aqui.

CATEGORIAS

Qual assunto você busca?

MATERIAIS GRÁTIS

Aumente seus resultados e alavanque a produtividade da sua Equipe de Vendas.
Faça o download gratuitamente!